domingo, 31 de agosto de 2008

B de Babilonia

"eu sou o solo frio e úmido do mike. sem mim, nao existiria chao para seus pehs caminharem, ou teto para seu corpo habitar".

substantivo. mundo conhecido.

governada pelo destino, terra de longos campos semeados com mentiras e permeado por nevoas que tornam todos os seus habitantes ignorantes da propria divindade.

a babilonia estah em chamas. seus habitantes nascem, entram em combustao em contato com o oxigenio (que empreguina cerca de 20% do ar que respiram), estalam, e num unico folego, morrem.
com o passar dos anos, o fogo em que estao imersos racha sua pele, transformam seus cabelos castanhos, pretos, ruivos ou loiros em cinzas. sua voz resseca, o volume diminue ateh se tornar quase num sussurro... (de socorro?) muitas vezes ignorados pelos semelhantes de tribo, mais jovens e que estao ocupados demais com a propria combustao. com o proprio caminho rumo a morte.

pois esta eh a unica promessa real da babilonia: a morte.

e tudo que o homem conseguir alem disto, serao apenas consequencias de suas escolhas. e em cada coisa que tocar, destruirah. pois o fogo a tudo consome. nao importa o tempo que leve para isso.

pois a babilonia, meus amigos, estah em chamas.

lutar contra as chamas eh sofrer. aceita-las, eh ficar dormente para tudo o mais que torna o homem realmente digno da centelha de luz e vida dada por deus a cada um, nos primevos dias em que ascendemos a escala da evuluçao e nos tornamos senhores deste mundo. mas se voce acostumar-se com o fogo, e com a nevoa, e obter a frieza suficiente para viver num lugar onde as pessoas estao queimando diante de seus olhos, voce vive muito bem, obrigado. e nao, obrigado.

a pessoas estao queimando. e queimam uns aos outros tambem.

a babilonia nao eh um lugar que criamos, mas corrompemos. envenenamos suas aguas, e matamos todos os outros seres que andam com as quatro patas, que nadam com nadadeiras ou voam com asas de couro ou penas.

anteriormente era chamada de paraiso, concebida e concedida pelo criador para que habitacemos... mas a historia nos revela que, infelizmente, meus caros concidadaos

nos tornamos pessimos inquilinos...

-DERHUN ARKANONE

sábado, 23 de agosto de 2008

coisas que falam sobre coisas: errado (wonkavision)

posso estar ficando viciado em voce
preciso sempre mais
quero varias doses de voce ao despertar
mais a tarde, a noite e novamente ao me deitar
tento nao passar do ponto e te sufocar
com tantos beijos
sou tao possessivo por te querer soh pra mim?
posso ser ciumento mas eu nego até o fim
serah que eu estou errado
por soh viver da tua companhia?
despejo agora minhas desculpas
por ser um tolo que nao te escuta
jah perdi a conta das vezes que me falou
"somos pra sempre"
a verdade eh que essa historia eu jah sei de cor
mas eh tao sem graça sem voce ao meu redor
serah que eu estou errado?

domingo, 3 de agosto de 2008

she (elvis costello) *traduçao

ela pode ser o rosto que nao consigo esquecer
um traço de prazer ou arrependimento
pode ser o tesouro ou
o preço que tenho que pagar

ela pode ser a cançao que o verao canta
pode ser o arrepio que o outono traz
pode ser as centenas de coisas diferentes
que acontecem em um dia

ela pode ser a bela ou a fera
pode ser a fome ou a ceia
pode se transformar todo dia em
ceu ou inferno

ela pode ser o espelho dos meus sonhos
um sorriso refletido em uma correnteza
ela pode não ser o que parece
dentro de sua casca

ela que sempre parece feliz na multidao
cujos olhos podem ser tao reservados e tao orgulhosos
ninguem pode ve-los
quando eles choram

ela pode ser o amor que nao vai durar
pode vir a mim de sombras do passado
que eu lembro ate o dia que morrer

ela pode ser a razao pela qual eu sobrevivo
o porque de eu estar vivo
a pessoa com quem me preocuparei nos
anos dificeis

eu, levarei seu sorriso e suas lagrimas
e fazer deles minhas lembranças
por que onde ela for, eu tenho que estar
o sentido de minha vida eh ela.

ela.

ela...